quarta-feira, 12 de julho de 2017

Após queda de energia, algum aparelho queimou? Saiba como ser indenizado!

Em Santana do Mundaú, constantes quedas de energia têm provocado danos

Eletrobras orienta que consumidores procurem posto
de atendimento para registrar ocorrência (Foto: Ilustração)

Os mundauenses ainda têm contabilizado os prejuízos após uma semana de quedas de energia. Com as chuvas, o problema de iluminação provocou danos a aparelhos elétricos e eletrônicos. O  Procon Alagoas alerta que o consumidor tem direito a indenização e a Eletrobras orienta que os moradores devem comparecer ao posto de atendimento para registrar a ocorrência.

Na última semana, entre segunda-feira (03) e quinta (06), os moradores de Santana do Mundaú assistiram a um verdadeiro “pisca-pisca”. Até as aulas na Escola Estadual Manoel de Matos foram suspensas. Vários consumidores reclamaram da oscilação da energia.

Além de atrapalhar o dia a dia, a situação foi suficiente para causar prejuízos. A dona de casa Ana Paula da Silva, que reside na Rua Dr. Muniz Falcão,  foi surpreendida com a televisão sem funcionar após a volta da energia. “Senti um cheiro de queimado e quando fui ligar só escutava o som e no outro dia ela nem ligou”, conta. “Era nova e custou R$ 1,200 reais”.

Televisão foi danificada após várias quedas de energia (Foto: Ana Paula / Cortesia)

Outras reclamações foram expostas nas redes sociais. Na Munguba, distrito do município, os moradores relataram que passaram quatro dias sem energia. Já no centro da cidade e no Residencial Santana do Mundaú as queixas são das constantes quedas.

O que diz a Eletrobras
Sobre o problema de quedas de energia, a Eletobras informou ao Mundaú Notícias que foram registradas muitas ocorrências de fios partidos e de quedas de árvores sobre a rede elétrica por causa do período chuvoso. “Os técnicos da Empresa têm encontrado muita dificuldade de acesso aos povoados do município, o que também pode retardar o atendimento. Há casos inclusive de atolamento de automóveis durante as tentativas de acesso”, explicou.

Moradores reclamam de problemas no
fornecimento de energia (Foto: Reprodução)
“A Eletrobras orienta aos consumidores que tiveram danos em equipamentos elétricos, que procurem o posto de atendimento da Distribuidora no município para abrir um processo de ressarcimento por danos em equipamentos elétricos”, informou a assessoria por meio de nota. Em Santana do Mundaú, o posto de atendimento da Eletrobras funciona na Drogaria Kelly, na Praça Santa Ana.

A empresa informa que no posto de atendimento, o cliente receberá todas as orientações. A solicitação deve ser aberta pelo titular da fatura, que deve levar RG e CPF e informar quais os equipamentos foram danificados.

Com as fortes chuvas, podem  surgir mais problemas com o fornecimento de energia. A Empresa lembra que os moradores podem registrar as ocorrências com ligação gratuita. “A Eletrobras continua atenta às ocorrências da região, com equipes mobilizadas em campo dia e noite trabalhando para normalizar o fornecimento das áreas afetadas. Orienta aos clientes que registrem as ocorrências pelo telefone 08000820196 e aguardem a chegada da equipe”.

Procon
O Procon Alagoas, Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor, reforça que o consumidor tem direito de solicitar o ressarcimento junto à Eletrobras até 90 dias.  “A empresa tem o direito de ir até a casa do consumidor para avaliar a causa”, afirma o superintendente do Procon Alagoas, João Neto. 

Se confirmado, a concessionária tem 15 dias para dar a resposta ao consumidor e mais 20 para atender a forma escolhida pelo reclamante para ser ressarcido. “Constatado o problema, o consumidor pode escolher ter o aparelho consertado, trocado ou receber o valor equivalente ao produto”.

O órgão informa, também, que até pela falta de energia deve haver um abatimento automático do período em que houve a falha no serviço. “O consumidor deve ficar atento à sua fatura para detectar se houve descumprimento desses índices e se haverá desconto”, afirma João Neto. Ele alerta que se o consumidor não concordar com a resposta  da empresa, pode recorrer à Ouvidoria ou também reclamar no órgão de defesa do consumidor.

No Procon, a reclamação pode ser registrada através do site ou do telefone 151.

Por: Thiago Aquino / Mundaú Notícias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!