sexta-feira, 17 de julho de 2015

Cordelista de Santana do Mundaú realiza sonho e lança livro

Cícero Manoel apresentou seu livro na Escola Manoel de Matos

"Versos de Um Cordelista" contém 10 cordéis de romance,  humor, lenda e crítica

O universitário e cordelista Cícero Manoel lançou na tarde desta sexta-feira (17) o livro “Versos de Um Cordelista” durante a apresentação de um projeto pedagógico na Escola Estadual Manoel de Matos, no Residencial Santana do Mundaú.

Após uma parceria com a Universidade Estadual de Alagoas, Uneal, o estudante de Letras conseguiu não apenas publicar seu primeiro livro, mas também o primeiro a ser publicado por um mundauense residente na cidade.

Cícero Manoel também cria ilustrações
com xilogravura para seus cordéis  
De acordo com Cícero Manoel, o livro em mãos é mais um passo em sua carreira como cordelista. “Editar e publicar um livro de cordéis é um sonho realizado, mas como sempre estamos sonhando mais alto isso se torna um passo a mais para continuar incentivando a literatura de cordel”, disse o autor.

Segundo o cordelista, o processo de edição do livro se deu a partir de sua chegada na Uneal. “Quando comecei a cursar Letras na Uneal conheci o professor Jairo Campos [reitor da universidade], que, ao ter conhecimento que eu produzia cordéis, me propôs um projeto para a edição do livro”, contou o universitário.  “Com o projeto pronto, a universidade conseguiu uma parceria com uma editora e hoje estou aqui muito feliz com o livro lançado”.

 “Não quero lucro, nem fama...”

Filho de agricultores e residente no Sítio Ilha Grande – cerca de 20 km do centro da cidade - , Cícero Manoel enfrentou várias dificuldades até chegar à universidade e publicar seu primeiro livro. Ele afirma que espera apenas o reconhecimento do seu talento. “Não quero lucro, nem fama. Eu realizo este trabalho porque gosto e amo a literatura de cordel”, disse.


Cordelista dá palestra para alunos
em União dos Palmares
[Foto: Franco Maciel]
“Não faço os cordéis esperando reconhecimento, mas é gratificante receber convites para dá palestra e ouvir comentários de quem faz a leitura dos meus cordéis”.

Cícero Manoel lembra que é o único na zona da mata alagoana que incentiva a literatura de cordel e da xilogravura, ilustração que ele mesmo produz para seus cordéis. Apesar de ser bastante conhecido na região, o cordelista confessa que sente a falta de apoio para a produção de seus cordéis.

“É impossível alguém viver [financeiramente] apenas de cordéis, pois quem trabalha com isso é porque realmente gosta e enfrenta os desafios. Sempre tenho a dificuldade de impressão e edição dos folhetos de cordéis porque não tenho patrocinador”, disse Manoel.

“Cordéis digitais”

Blog já teve mais de 18 mil visitas
O advento das redes sociais tem facilitado a vida de muita gente. O caso de Cícero Manoel não é diferente. O poeta compartilha seus cordéis em suas redes sociais o que, para ele, é uma boa oportunidade de divulgar seu trabalho. 

“Graças a esta tecnologia, hoje meus cordéis são lidos na Inglaterra, nos Estados Unidos, em Portugal”, diz entusiasmado o escritor, que mantém o blog “Meus Cordéis” com mais de 18 mil acessos. “Se não existisse esse meio de comunicação, quando que um cordelista daqui ia fazer com que seu cordel fosse lido em outro país?”, questiona.
Internautas interagem com cordelista

Cícero Manoel atribui à própria internet a extinção dos folhetos de cordéis nas feiras livres. “A vinda da internet levou embora a literatura de cordel impressa, mas é nela que encontramos uma grande ferramenta para os cordelistas. Através dela temos hoje um público bem maior. Eu, por exemplo, tenho muitos fãs e seguidores nas minhas redes sociais”, afirma.

O início

Desde seus 10 anos de idade Cícero Manoel já escrevia poemas e aos 16 anos surgiram outros escritos, que ao chegar na Escola Estadual Manoel de Matos descobriu que se tratava de cordéis.

Segundo ele, o maior incentivo para a criação de cordéis foi em sala de aula. “Foi na escola a partir de 2008 que descobri o que era cordel e comecei a escrever com o incentivo das professoras Mary, Nadja e Quitéria Calado”, lembra o poeta.

O livro
Livro apresenta cordéis e xilogravuras

“Versos de Um Cordelista” apresenta 10 cordéis de humor, romance, lenda e crítica. O prefácio foi escrito pelo professor Jairo José Campos, reitor da Universidade Estadual de Alagoas, e a apresentação pela professora Quitéria Alves Calado, diretora da Escola Estadual Manoel de Matos.

O livro custa apenas R$ 20,00 e pode ser adquirido na Colinas Revistaria, Papelaria Palmarina, no Campos V da Uneal em União dos Palmares ou com o próprio autor através do email: ciceromanoel-cordel@hotmail.com .


Por: Thiago Aquino / Mundaú Notícias Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!