quinta-feira, 18 de junho de 2015

18 de Junho de 2010: O dia que se repete todos os dias

Passados 5 anos da enchente, cidade ainda sofre as consequências


Há 05 anos Santana do Mundaú estava coberta pelas águas do Rio Mundaú
[Fotos: Diário de Mundaú, Blog Anjo de Luz e Edmilson Soares]


Para os moradores de Santana do Mundaú o dia 18 de Junho é marcado pelas tristes lembranças da tragédia que devastou a cidade há cinco anos. Muitos até evitam falar sobre o ocorrido. Outros fazem questão de relatar o drama em detalhes. E entre os que tentam esquecer ou não, há algo em comum: A memória daquela sexta-feira chuvosa e fria. Muitos desses moradores hoje vivem no Residencial Santana do Mundaú que se encontra inacabado.

Para a dona de casa Maria de Jesus, de 47 anos, que morava às margens do rio Mundaú na época da enchente, aquele dia nunca será esquecido. Hoje ela reside no conjunto residencial construído para as vítimas da cheia. Ela se diz aliviada por saber que agora mora em lugar seguro e longe do rio. E ela lembra com detalhes daquele dia em que saiu deixando para trás a sua casa e tudo que conquistou ao longo de anos. “Hoje eu me lembro do sufoco que foi para ficar naquele colégio [Monsenhor Clóvis] com aquele monte de gente tudo sem casa, sem comida e morrendo de frio. Foi triste demais!”, conta.

Passados cinco anos desde aquele dia, Santana do Mundaú ainda sofre as consequências daquela que até então foi sua maior tragédia. O descaso com as obras da Reconstrução, a falta de estrutura no residencial e a irresponsabilidade do governo federal que deixou o município na mão são exemplos claros e concretos de que a população, que antes padeceu com uma cheia, agora sofre o mais cruel de todos os sofrimentos: o abandono.

Assim como dona Maria de Jesus, muitos outros moradores necessitam de atenção e cuidado. Não basta viver longe do rio, é preciso viver com condições ainda que sejam mínimas. 

Por: Thiago Alvino / Mundaú Notícias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!