quinta-feira, 23 de agosto de 2012

IDEB: "Santana do Mundaú apresentou resultados pouco satisfatórios" diz universitário

Confira gráfico com os dados do IDEB de Santana do Mundaú:


IDEB 2011 - Santana do Mundaú 
(Clique na imagem para visualizar em tamanho maior) 



O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), criado em 2007, é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios. A Prova Brasil,realizada a cada dois anos, avalia as habilidades em Língua Portuguesa (foco na leitura) e em Matemática (foco na resolução de problemas). É aplicada somente a estudantes de 4ª série/5º ano e 8ª série/9º ano de escolas da rede pública de ensino com mais de 20 estudantes matriculados por série alvo da avaliação. Tem como prioridade evidenciar os resultados de cada unidade da rede pública de ensino, como os objetivos de: a) contribuir para a melhoria da qualidade do ensino, redução das desigualdades e democratização da gestão do ensino público; b) buscar o desenvolvimento de uma cultura avaliativa que estimule o controle social sobre os processos e resultados do ensino.

O estado de Alagoas, conforme o resultado do último IDEB, divulgado pelo Ministério da Educação, no dia 14 deste mês, aparece, novamente, com a pior média do país (veja abaixo).

ESTADO DE ALAGOAS - IDEB 2011 – REDE PÚBLICA

SÉRIES (ANOS) INICIAIS – ENSINO FUNDAMENTAL (4ª SÉRIE/5ºANO)
Resultado obtido: 3,4

SÉRIES (ANOS) FINAIS – ENSINO FUNDAMENTAL (8ª SÉRIE/9ºANO)
Resultado obtido: 2,5

ENSINO MÉDIO
Resultado obtido: 2,6

O munícipio de Santana do Mundaú, também apresentou quedas e um pequeno avanço no IDEB em todas as séries avaliadas (veja abaixo).

SANTANA DO MUNDAÚ – IDEB 2011 – REDE PÚBLICA

REDE MUNICIPAL – SÉRIES (ANOS) INICIAIS
4ª SÉRIE (5º ANO)
Resultado obtido: 2.8 (13% a menos do que a média projetada pelo MEC - 3.2, e 10% menor que a média obtida em 2009 - 3.1).

8ª SÉRIE (9º ANO)
Resultado obtido: 2.7 (o resultado permaneceu com a mesma média de 2009, estando 8% acima da meta projetada pelo MEC, para 2011, que foi de 2.5).

REDE ESTADUAL – SÉRIES (ANOS) FINAIS
8ª SÉRIE (9º ANO)
Resultado obtido: 3.2 (o resultado demonstra um crescimento de 24% em relação a última medição – 2009: 2.6, porém ficou abaixo da meta estabelecida em 11%).

Breve comentário

A partir dos dados apresentados podemos ver o quanto a Educação em nosso estado, como também em nosso município apresenta fragilidades que são caracterizadas por fatores que vão desde a família, até a questões que estão estreitamente ligadas as políticas públicas.

Pode-se dizer que questões ligadas a família estão relacionadas, muitas vezes, a descomprometimento dos pais para com seus filhos no que diz respeito a não participação ativa no acompanhamento destes na escola. Isso acaba gerando, sem sombra de dúvida, uma lacuna no processo de aprendizagem do indivíduo que acaba resultando em situações de desinteresse pela escola, pelos estudos.Vale ressaltar que é de suma importância a participação dos pais no incentivo e acompanhamento de seus filhos em qualquer série/ano que este esteja, mas principalmente no primeiro ciclo do ensino fundamental, onde o desenvolvimento cognitivo está em fase de desenvolvimento.

As vezes a falta de tempo pode ser um obstáculo que impeça essa “aproximação” com a escola, porém é preciso que haja tentativas, tanto pelos pais, quanto pela escola, para que a participação da família se torne algo comum em nossas escolas.

O outro fator citado, as políticas públicas, tem seu desdobramento no que diz respeito, em sua grande maioria, na falta de compromisso e investimento em educação por parte dos poder público. A exemplo disso, pode-se citar a crise, entende-se por crise, neste contexto, algo instável, desequilibrado, “fora do eixo”, que a educação pública em Alagoas passou (e ainda passa) nos últimos meses e que após a grande divulgação da imprensa local e nacional, o governo e a Secretaria de Estado da Educação, se posicinaram anunciando reformas emergencias em mais de 150 escolas do estado. Reformas estas, que até o presente momento, impedem que milhares de alunos se quer iniciem o ano letivo.

O caso de Satana do Mundaú não é diferente, pois nem reforma chegou a única escola estadual do munícipio, que foi afetada durante as enchentes de 2010. As demais escolas que foram derrubadas, se concentram numa escola de madeira, onde professores e alunos, das séries/anos inciais dividem um espaço precário, que segundo o governo seria temporária... dois anos depois nada foi resolvido.

Onde queremos chegar com essas situações? Que tipo de educação é essa? Que tipo de cidadão queremos formar? Que tipo de sociedade queremos continuar construindo?

Enquanto cidadãos compromissados, cabe-nos agora refletir sobre o importante papel de cada um para a melhoria deste cenário que passa a educação em Alagoas e em Santana do Mundaú, onde muitas vezes parece está tudo perfeitamente bem, quando na verdade a situação é bem diferente... Precisamos ter voz para garantirmos uma educação pública, gratuita e de qualidade, para que desta forma possamos construir uma sociedade onde os cidadãos sejam capazes de ler, escrever, interpretar, critícar...

Por: Ádson de Lima Silva (CEDU/UFAL/CAPES)

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. PDE: Plano de Desenvolvimento da Educação: ensino fundamental: matrizes de referência, tópicos e descritores. Brasília, DF: MEC, SEB; INEP, 2008.
INEP. Ideb – resultados e metas. Disponível em: <http://ideb.inep.gov.br/resultado/>. Acesso em: 17 ago 2012.
IDEB. Alagoas. Disponível em: <http://www.portalideb.com.br/> Acesso em: 17 ago 2012.
IDEB. Santana do Mundaú. Disponível em: <http://www.portalideb.com.br/>. Acesso em: 17 ago 2012.
MORENO, Ana Carolina.G1, São Paulo, 15 ago 2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2012/08/alagoas-tem-o-pior-ideb-do-brasil-nos-tres-niveis-de-ensino-da-rede-estadual.html>. Acesso em: 17 ago 2012.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Realmente a situação da Educação ALAGOANA é muito grave e o município de Santana do Mundaú-AL não foge da regra. Infelizmente nosso Estado só aparece nos noticiários sobre coisas ruins, sendo considerado o Estado mais violento no Brasil e agora com o pior IDEB, é uma vergonha para todos os governantes.

    Só para comparação, o Colégio de Aplicação do Recife ficou com nota 8.1 no IDEB, a melhor nota do BRASIL pela terceira vez seguida, sendo assim dar para ter uma ideia de quanto as Escolas de Santana do Mundaú tem que melhorar. Pois temos que comparar com o melhor!

    ResponderExcluir
  2. Infelismente depois da saida de seu Lóia e sua equipe da Prefeitura, ninguém mais administrou nada com responsabilidade. Na gestão de seu Lóia a educação teve avanços, os professores tinham os melhores salários entre os professores municipais de todo Estado. Agora na atual administração está retroagindo a epoca do Ze Lino. Coitado de nossas crianças.

    ResponderExcluir
  3. A situação da Educação em nosso Estado é decorrente de vários fatores desde os estruturais até aos pedagógicos, é verdade. Porém, é preciso reconhecer que a educação extrapola os muros escolares, que vale uma comunidade que expressa confiança,valorização e acredita que seus filhos têm por meio da educação possibilidade de se desenvolverem e conquistarem espaços que lhe são devidos. Somos agentes dessa mudança. Acreditando e agindo podemos ajudar a transformar nossa realidade. Façamos, portanto, a nossa parte e cobremos sim, dos governantes, políticas públicas consistentes que venham atender as necessidades da nossa comunidade, de modo particular e especial.

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!