domingo, 16 de outubro de 2011

Após polêmica, governo diz que vai bancar casas de desabrigados


Teotonio Vilela diz que as 3 mil moradias das famílias alojadas em barracas já estão na "conta" do Estado
"A nossa meta é tirar todo o pessoal das barracas até o final deste ano" afirma governador

O Governo do Estado vai pagar pelas casas das cerca de 3 mil famílias desabrigadas pelas enchentes de 2010 que estão alojadas em barracas e continuar a gestão junto ao governo federal para isentar de pagamento as outras quase 15 mil que estão em aluguel social e morando com parentes. A garantia foi dada pelo governador Teotonio Vilela, na última sexta-feira (14), depois de se reunir com a direção nacional e regional da Caixa Econômica Federal.
O governador disse ainda que caso o governo federal não reveja a situação específica de Alagoas, o Estado também bancará o custo dessas moradias, que representa em torno de R$ 50 mil por imóvel. “Desde o início, eu sempre disse que todas essas famílias devem se tranquilizar com relação ao pagamento das prestações junto ao banco, porque o governo estadual não abandonaria ninguém”, enfatizou Teotonio.
Ele acrescentou que tem conversado com a Caixa, Ministério da Integração, Ministério das Cidades e até com a Presidência da República, no sentido de conseguir uma solução para esse problema. “Alagoas é um dos estados mais pobres da Federação e não tem como bancar esse custo sem fazer sacrifícios, mas se for preciso, vamos reduzir investimentos, tirar leite de pedra, mas ninguém ficará sem a sua casa”, reforçou.
A nossa meta é tirar todo o pessoal das barracas até o final deste ano e entregar todo o restante das casas até o final de 2012”, informou o governador. “Junto com o vice-governador José Thomaz Nonô, estamos trabalhando na direção de resolvermos a quitação dessas casas através de recursos federais ou de isenção do próprio Governo, mas não há nenhuma motivação para desespero porque esse é um compromisso do nosso governo”, salientou.
Junto com Alagoas, os estados de Pernambuco, Rio de Janeiro, Piauí e Santa Catarina também receberam moradias para vítimas de tragédias no ano passado, todas do Programa Minha Casa, Minha Vida. No Piauí e em Santa Catarina, são os moradores que pagam as prestações dos imóveis; no Rio de Janeiro e em Pernambuco, os governos estaduais assumiram o financiamento.
Por: Agência Alagoas
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. E quem pagará o restante das casas?domingo, 16 outubro, 2011

    O Governador Teotônio Vilela garantiu pagamento de 3 mil casas, agora pergunto quem irá pagar o restante das casas ?

    No final de tudo estas 3 mil casas que o Governo de Alagoas está garantindo não representa muita coisa, quando comparamos com a quantidade total de casas que estão sendo construidas em ALAGOAS.

    Acho que o Governo de ALAGOAS mais uma vez está utilizando um markte político com essa atitude.

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!