quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Famílias mundauenses passam fome por falta de assistência

Confira a reportagem:




O portal Mundaú Notícias foi até as áreas periféricas do município de Santana do Mundaú para ver de perto a situação de centenas de famílias que vivem em condições sub-humanas. A impressão é que estávamos em um dos morros das favelas do Rio de Janeiro, mas é território totalmente alagoano. São partes da cidade que muitas vezes são esquecidas pelas autoridades. 
Nas casas simples, de taipas, vivem famílias marcadas pela escassez e pela falta de atenção. Vivem crianças pequenas que nem se quer entendem  direito o que significa viver. Mães e pais de famílias que sofrem por não terem uma melhor condição de vida. 

A dona Maria Quitéria que mora na Rua Boa Esperança é um exemplo dessas mães, ela vive em uma pequena casa com o esposo e mais sete filhos, todos pequenos (o mais novo tem apenas um mês de vida), recebe R$ 150,00 reais do Programa Bolsa Família do Governo Federal, o dinheiro é muito pouco para conseguir manter tanta gente. 


"É muito difícil viver assim, pois o dinheiro que conseguimos com o trabalho é muito pouco para conseguir alimentar tanta gente. Hoje mesmo eles (as crianças) só almoçaram porque foram para casa da vó, se não iam ficar sem comer" afirma. Quitéria ainda diz que muitas vezes a família já ficou sem alimento "Quando meu marido chega do trabalho para ir comprar comida já é muito tarte, aí as crianças já tem  ido dormir com fome". Ela reclama que não tem nenhuma assistência e pede mais atenção por parte das autoridades.

Um dos casos mais críticos que encontramos durante nossa reportagem é o de dona Josefa Josete, que reside na Rua Padre Cícero, ela perdeu o esposo a pouco tempo e ficou com os 4 filhos pequenos para cuidar. Atualmente sobrevive  da ajuda solidária dos amigos e de pessoas que de um jeito ou de outro se solidarizam com a causa. Ela desabafou com nossa equipe: “Estou levando a vida da maneira que dar”. Também afirmou que ficou indignada ao ir comprar alimento e foi negada "Fui comprar comida 'fiado' em um supermercado e não deixaram, por eu não ter renda familiar" conta revoltada a dona Josefa. 

Nossa equipe foi até a Secretaria de Assistência Social do município e conversamos com o secretário Adriano Félix sobre o problema, "O trabalho da Assistência vem sendo feito através de visitas domiciliares com assistente social e psicóloga com acompanhamento do Conselho Tutelar para que, com o encaminhamento do mesmo, levem assim, as famílias aos programas e a proteção básica de assistência social" afirma. 


O secretário fala também que as visitas domiciliares são feitas de quinze em quinze dias, mas dependendo do caso da família,  as visitas são mais frequentes, chegando as duas vezes por semana.

Não é preciso ir tão longe para encontrar situações extremas, basta olhar ao nosso redor para perceber que muita gente precisa de atenção e atenção imediata.

MAIS FOTOS





Veja a reportagem na íntegra no vídeo.


Por: Thiago Alvino, Thiago Aquino / Mundaú Notícias
Fotos: Josenildo Feitosa / Colaboração - Mundaú Notícias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 comentários:

  1. Muito legal a ideia de mostrar a face da miséria! O jornalismo social se faz dando voz aos excluídos! Parabéns pela matéria, que as pessoas sejam sensibilizadas e ajudem como puderem!

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus!!! isso é minha Santana é? Que tristeza!

    ResponderExcluir
  3. UMA CIDADE TÃO PEQUENA COMO MUNDAÚ E AS AUTORIDADES NÃO VEREM ISSO? É UM ABUSURDO UMA CIDADE COMO ESSA TER PESSOAS AINDA PASSANDO FOME...

    ResponderExcluir
  4. Opinião do Internauta...sexta-feira, 16 setembro, 2011

    Secretário, o repórter perguntou a situação dessas famílias na Rua Boa Esperança e entre outras do município o senhor vem falar que a dificuldade é o difícil acesso? é brincadeira!

    ResponderExcluir
  5. José (mundauense distante)sexta-feira, 16 setembro, 2011

    Será que o prefeito já foi visitar essas famílias??? será que ele já foi saber do que eles estão precisando??? pelo que vemos na reportagem... não! Mas é assim mesmo... 2012 está chegando, aí eles vão "visitar" essas famílias...

    ResponderExcluir
  6. simplismente inacreditavel a situaçao dessas pessoas embora santana do mundau seja uma cidade simples tipicamente do interior, tem uma populçao nao tao vasta e nao deveria estar nessa situaçao de abandono.Esse abandono se inicia desde a escala politica governamental mais alta do nosso país ate a politica local que administra o municipio ''administrar'' sera que essas pessoas que estao a frente da prefeitura da cidade sabe o que é isso? sera que os secretarios que estao nos seus cargos sao competente o suficiente para ocupalos? sao muitas perguntas... que só ira ter resposta no dia que a populaçao abrir os olhos e colocar alguem nessa prefeitura que tenha a mente aberta para fazer essa cidade que muito bonita crescer por que se for explorada o municipio pode melhorar muito com geraçao de empregos para populaçao,educaçao de boa qualidade, consequentemente profissionais do proprio municipio qualificados. sem investimento nao ha retorno senhores.e verba eu tenho certeza que tem.espera-se uma soluçao das secretarias resposaveis e se caso os secretarios nao tem essa soluçao tratem de buscar que nao estarao fazendo mais que a obrigaçao deles...

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!