sábado, 27 de agosto de 2011

AMA discute situação dos municípios atingidos pelas enchentes de 2010


Mais de um ano depois das enchentes muitas famílias ainda estão em abrigos, acampamentos ou em casa de parentes.


O vice-presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Palmery Neto, se reúne na segunda-feira, 29 de agosto, com os prefeitos dos 19 municípios atingidos pelas enchentes de 2010 para analisar o andamento das obras.

Os municípios de Santana do Mundaú, Joaquim Gomes, São José da Laje, União dos Palmares, Jundiá, Jacuípe, Branquinha, Paulo Jacinto, Quebrangulo, Capela, Cajueiro, Atalaia, Viçosa, Rio Largo, São Luiz do Quitunde, Matriz de Camaragibe, Ibateguara, Satuba e Murici, estão em situação de emergência depois das enxurradas e inundações de junho de 2010. A tragédia deixou aproximadamente 72 mil desabrigados.

Mais de um ano depois das chuvas muitas famílias ainda estão em abrigos, acampamentos ou em casa de parentes gerando problemas estruturais e de convivência nos alojamentos. À época do desastre, 17 mil casas foram prometidas pelas autoridades, mas as proporções dos estragos e a reincidência de alagamentos em alguns dos municípios em 2011 fizeram as obras andarem a passos lentos.

Segundo o prefeito de Santana de Mundaú, Marcelo de Souza Mendonça, além das chuvas uma dificuldade na liberação do terreno onde as casas estão sendo construídas atrasou o andamento das obras. “Até o momento não há nenhuma das casas coberta ainda. A previsão é de que todas as moradias sejam entregues até junho de 2012”, afirma o prefeito.

Segundo os dados oficiais do governo do Estado do Alagoas são 17.398 casas a serem reconstruídas e a proposta do governo é entregar as primeiras mil casas em outubro. Até o momento nenhuma casa foi entregue.

Por: Divulgação / AMA
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!