sábado, 16 de julho de 2011

4 anos da morte do ex-prefeito Augusto Cavalcanti Lins

Confira a Biografia de quem lutou pela Emancipação de Santana do Mundaú
* 14 de agosto de 1915
† 16 de julho de 2007


Biografia de Augusto Cavalcanti Lins

Em 14 de agosto de 1915, nasceu no engenho “Umaitá” em Matriz de Camaragibe, Alagoas, uma criança que lhe deram o nome de Augusto Cavalcanti Lins, um dos 12 filhos de Joaquim Cavalcanti de Albuquerque e Laurinda Lamenha Lins, família simples, honesta e religiosa.

Estudou em escola pública e cursou até o 3º ano primário. O tempo foi passando e querendo sua independência, foi trabalhar em São Benedito do Sul, Pernambuco, onde conheceu a sua esposa Maria Madalena Montenegro. Casou-se no ano de 1944 e foi morar em sua cidade natal, ser comerciante, desta união nasceram 4 filhos (2 homens e 2 mulheres), mas 3 faleceram ainda pequenos, ficando só uma filha, Ana Maria Cavalcanti.

No ano de 1948 chegou à Mundaú-Mirim, trazido por Raú Montenegro (tio de sua esposa) que era prefeito de União dos Palmares. Quando chegou à vila abriu uma mercearia e depois Raú o colocou na política.

Foi vereador por três vezes quando o povoado pertencia à União dos Palmares e um dos primeiros vereadores depois que Santana do Mundaú se tornou cidade. Lutou muito pela emancipação de Mundaú-Mirim com ajuda do governador Muniz Falcão; dos dois deputados: Pedro Timóteo e Cleto Marques Luz; e ainda um baixo-assinado com mais de 2,000 mil assinaturas do povo da vila e Dr. Paulo Sarmento preparou a documentação.

Quando estava pensando qual seria o nome do município, sua esposa, Maria Madalena, falou que deveria ser Santana do Mundaú, pois iria homenagear a padroeira, Santa Ana e o Rio Mundaú, que banha a cidade. Com muitas lutas, o município de Santana do Mundaú foi instalado pela Lei Estadual 2.245, dia 14 de junho de 1960 e instalado oficialmente no dia 1º de janeiro de 1961. Sua população era 17.661 habitantes. Produzia algodão, milho, mandioca e cana-de-açúcar. Exportava bananas para a fábrica de doces nos estados de Pernambuco e Paraíba.

Santana do Mundaú foi destaque na Gazeta de Alagoas no dia 20 de novembro de 1968

Augusto Cavalcanti foi o segundo prefeito (por eleição) de Santana do Mundaú, eleito em 4 de outubro de 1966, com 553 o total de votos, pela legenda “Aliança Renovadora Nacional” (ARENA) e tomou posse no ano de 1967, tendo como vice-prefeito Manoel Cardoso de Melo.

Nesta época, a Câmara de Vereadores era composta por Ulisses Souza de Mendonça (presidente), Manoel  Avelino da Silva, Antonio Correia Barbosa, Eraldo Rodrigues da Silva, Lourival Almeida da Silva, Antonio Alexandre do Nascimento, Valdomiro Alves de Melo, Hidelberto Alves Bezerra e  Carlos Marques de Azevedo.
Diploma de prefeito de Augusto Cavalcanti

Seu mandato foi até o ano de 1970, mas sempre participou da política, apoiando deputados, senadores e governadores, como: Lamenha Lins, Djalma Muniz Falcão, Teobaldo Barbosa, Elísio Maia, Oséias Cardoso, Albérico Cordeiro, Antonio Holanda, Fernando Collor, Renan Calheiros e João Caldas.
Às 07h: 15min do dia 16 de julho de 2007, em uma segunda-feira, faleceu com 91 anos, o ex-prefeito que lutou pela emancipação política de seu município: Augusto Cavalcanti Lins.

As realizações

1967: Aquisição de uma camionete “Rural Willys 68”; aquisição de uma máquina de escrever “Olivetti” e um duplicador “Facit”; aquisição de uma biblioteca com 27 coleções; aquisição de 26.300 paralelepípedos para serviço de calçamento; aquisição de um amplificador de som marca “Sedam”; instalação de um posto de renda de material agrícola da COPAL; recondicionamento do motor de luz e recuperação de toda rede elétrica; início da construção do prédio da Prefeitura Municipal e da Garagem;

Inauguração da Prefeitura Municipal de Santana do Mundaú
1968: Reforma total do lastro da ponte que liga Fazenda Paiol à Munguba; início do pagamento do parcelamento da dívida do INSS; aquisição de um caminhão “basculante” Chevrolet 68; instalação da “Casa do Estudante de Santana do Mundaú” em União dos Palmares (hospedando 22 jovens para cursar o antigo ginásio); aquisição dos móveis da Prefeitura; início da construção da ponte sobre o rio Mirim; construção dos prédios da Prefeitura e Garagem; instalação da energia elétrica (CEAL) e instalação da Junta de Alistamento Militar.

1969: Construção do prédio da Escola Municipal Monsenhor Clóvis Duarte de Barros (primeira escola de Santana do Mundaú) com 03 salas, uma biblioteca e um parque infantil; construção da estrada que liga o Distrito Munguba ao município; calçamento das ruas Sérgio de Barros e Silvestre Péricles e instalação do serviço de água da cidade.

Entrevista à Escola Estadual Manoel de Matos



Certificado de honra ao mérito
No dia 13 julho de 2007, praticamente um mês antes de sua morte, professores e alunos da Escola Estadual Manoel de Matos, em Santana do Mundaú, realizaram uma entrevista com seu Augusto Cavalcanti, onde ele falou sobre a história de Santana do Mundaú.


O portal Mundaú Notícias conseguiu o vídeo onde mostra o ex-prefeito respondendo as perguntas dos alunos, as imagens são das Pinheiro Fotos e Imagens.


Confira a entrevista que está divida em quatro vídeos:

1ª PARTE

2ª PARTE

3ª PARTE

4ª PARTE


Fica aqui a homenagem do portal Mundaú Notícias ao ex-prefeito seu Augusto.

Por: Thiago Aquino / Mundaú Notícias com informações, acervos de Ana Cavalcanti e edição da Gazeta de Alagoas do dia 20 de novembro de 1963.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

  1. é muito bom poder ver histórias de pessoas importantes que passaram por nossa cidade e que deixaram saudades, à família minha solidariedade que deus o conforte cada um da vocês, que esse vazio e essa saudade só o tempo e o próprio deus o preencherá. abraço a todos.

    ResponderExcluir
  2. PARABÉNS A EQUIPE DO MUNDAÚ NOTÍCIAS POR ESTA MATÉRIA, POIS ENQUANTO MUNDAUENSES, É FUNDAMENTAL CONHECERMOS A HISTÓRIA DE NOSSA CIDADE, PRINCIPALMENTE QUANDO TEMOS A OPORTUNIDADE DE OUVÍ-LA DE ALGUÉM QUE FEZ PARTE DESTA HISTÓRIA: ESSA PESSOA ILUSTRE QUE FOI O SR. AUGUSTO C. LINS. DESTACO UM PONTO IMPORTANTE EM SUA FALA, QUANDO ELE AFIRMA QUE A EDUCAÇÃO É IMPORTANTE PARA O PROGRESSO DE SANTANA DO MUNDAÚ.
    LUTEMOS ENTÃO PARA QUE A EDUCAÇÃO POSSA SER A PEÇA CHAVE PARA O DESENVOLVIMENTO DESTA CIDADE, BEM COMO DO ESTADO DE ALAGOAS.

    ResponderExcluir
  3. Ana Maria Cavalcanti Montenegrosábado, 16 julho, 2011

    Quero agradecer a todos que fazem partem do portal Mundaú Notícias, pela homenagem feita ao meu pai. E dizer que papai amou muito esta terra,e dizia o seguinte:"Não sou Santanense de nascença mais sou de coração.
    "Quando eu morrer quero ficar aqui".
    Foi aqui que ele construiu a sua própria história de vida, deixando-a para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ROSIANE MARIA DA CONCEICAOquarta-feira, 23 julho, 2014

      Fiquei muito triste com a noticia da sua morte pois ele foi um gigante grande homem. Morei em sua casa na minha infancia tempos bons aquele, aprendi com voce Ana a ler e escrever letras lindas obrigada por tudo. eu sou a Rosiane(Rosa) filha de Francisca minha mae trabalhou na casa de seus pais. Sinto muitas saudades.

      Excluir
  4. gostei da grande homenagem que o mundaú notícia está fazendo para esse grande homem que também lutou pela a emancipação de santana do mundaú, e contribuiu para o seu progresso também. eternamente Augusto Cavalcanti Lins.

    edmilson soares

    ResponderExcluir
  5. hoje venho por deste agradecer a equipe do mundaú notícias a homenagem feita a o ex-prefeito AUGUSTO C. LINS, PESSOA ESSA QUE FEZ MUITO PARA QUE NOSSO MUNICÍPIO CHEGASSE ATÉ ONDE ESTAR. ISSO SEM DÚVIDA TERIA MESMO QUE SER MOSTRADO PRO BRASIL E O MUNDO QUE MUNDAÚ NÃO SÓ TEM HISTÓRIAS DE CORRUPÇÃO MAS TAMBÉM PRINCÍPIOS QUE DEVEREMOS RECORDAR MOMENTOS BONS QUE UM DIA ALGUÉM SE EMPENHOR DE INICIAR A HISTÓRIA DE MUNDAÚ, JA PRA OUTROS CONHECER.
    PARABÉNS EQUIPE CONTINUEM TRAZENDO NOVAS INFORMAÇÕES PARA AS PESSOAS QUE AIR NÃO SE ENCONTRA.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela bela homenagem ao Seu Augusto. Que graças a Deus tive a horra de conhecê-lo e de poder fazer parte da família dele, um pouquinho da sua honrosa história. Fiquei triste ao ler a matéria, pois a saudade aperta nesta hora. Lembrava das conversas que ele me dizia sobre sua vida de político, de como tudo começou e de outros " causos".
    Mas ao mesmo tempo feliz pelo GRANDE HOMEM que ele era e deixou não só lembranças de um político e sim de um homem honesto, justo, progressista, alegre e de um coração imenso.
    Se for para resumir Seu Augusto em duas palavras eu diria:" Coração grandioso"
    Parabéns turma do blog!!!
    Saudades eterna.... de sua sobrinha agregada....
    Que Nosso Senhor esteja ao teu lado.

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!