domingo, 19 de junho de 2011

Arquidiocese realiza caminhada em Branquinha com católicos atingidos pelas enchentes

Multidão participa de caminhada que teve como tema "Memória das Enchentes"

Centenas de católicos participam de caminhada

Arquidiocese de Maceió realizou neste domingo (19/06) uma caminhada na cidade de Branquinha, que teve como tema "Memória das Enchentes". O encontro contou com centenas de católicos das cidades atingidas pelas enchentes do ano passado. O objetivo do encontro  foi de realmente fazer uma "memória" de tudo o que aconteceu em junho de 2010, mas também foi o momento de alertar o atraso nas obras de Reconstrução dos municípios.

A organização das caravanas foram feitas por meio dos padres com suas paróquias. Estava presente os padres e fiéis das cidades de Santana do Mundaú, União dos Palmares, Messias, Murici, São José da Laje, Rio Largo, Viçosa, Branquinha e Jacuípe. Santana do Mundaú estava representada por mais de 50 pessoas.

Prefeita de Branquinha
A concentração foi feita no início da cidade e começou por volta das 14 horas. No momento, houve uma breve memória das cheias feita por Sérgio Rogério de União dos Palmares. Em seguida, representando Santana do Mundaú, Nilo Miranda, comentou sobre o descaso do governo com a população "existe uma cultura ainda de se utilizar da miséria de um povo para usufruir, tirar ganho. E não é diferente em Alagoas, não é diferente em Santana do Mundaú" conclui. A prefeita do município de Branquinha, Ana Renata, também estava presente e agradeceu à Arquidiocese de Maceió pelo momento. 

Santa Missa
Após os relatos sobre as enchentes, houve a caminhada. As pessoas se dirigiram até o local da Santa Missa, que foi presidida por Dom Antonio Muniz, bispo da Arquidiocese de Maceió, juntamente com os padres das paróquias que estavam presentes. Padre Nilton Marques, da paróquia de Santa Ana, do município de Santana do Mundaú, estava na celebração. 

Em sua homilia, Dom Antonio propôs "um natal em família e com casa" e criticou a lentidão na construção das casas para os desabrigados "preciso contar com o apoio de todos padres e comunidades para juntos nos mobilizar para que ninguém celebre este natal fora de suas casas. Estaremos unidos em uma comissão permanente de luta e de trabalho para exigir  agilização na construção dessas casas. Eu queria que fosse este ano, pois o próximo ano é ano político, aí vai aparecer muita gente boazinha só para dizer que foi ele que fez, aí novamente o nosso povo vai ser pego pelas águas dos rios e depois vai ser enganado pelas falácias dos políticos".

MAIS FOTOS

Várias paróquias estiveram representadas no encontro

Sérgio relata "memória da cheias"

Nilo Miranda fala sobre descaso do governo com o povo
Centenas de pessoas participam de caminhada
Pessoas lotam ruas de Branquinha
Dom Antonio critica lentidão na construção das casas

Fiéis estavam animados no encontro

Por: Thiago Aquino / Mundaú Notícias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. gostei muito do que o bispo falou, é preciso que representantes do povo, ( ao qual eu estou inserido)fiscalize e cobre dos nossos gestores para que eles gejam mais competemtes e "menos bonzinhos" pois a populaçao quer que seus direitos sejam garantidos, que aconteça de fato o que é certo por lei e que os "politicos" falem menos e façam mais.

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!