sexta-feira, 29 de abril de 2011

Chuvas em Alagoas podem ter mesma intensidade de 2010

Sistema meteorológico pode alertar sobre possíveis desastres com uma antecedência de quatro a cinco horas

SEMARH (Secretaria do Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) informou que há possibilidade de que as chuvas atinjam Alagoas com intensidade semelhante às precipitações que ocorreram no ano passado - e que provocaram enchentes em 19 municípios (entre eles, Santana do Mundaú). Esclarecendo que o sistema meteorológico pode alertar sobre possíveis desastres com uma antecedência de quatro a cinco horas, o órgão afirma que as prefeituras também precisam trabalhar com uma campanha nas áreas de risco. 

Os 19 municípios sequer estão recuperados das cheias que ocorram em junho de 2010 e já podem considerar a iminência de novas tragédias. "As precipitações que causam maior desastre são estas que ocorrem com um maior volume de chuva em um curto espaço de tempo, como as que caíram em Alagoas no ano passado". De acordo com estudos feitos pela equipe de meteorologia da Secretaria, uma série de fatores podem desencadear neste chamado 'evento extremo de precipitação'. 

Na tentativa de diminuir os efeitos das chuvas em Alagoas, sete soldados do Corpo de Bombeiros de Alagoas, que atuam na Defesa Civil, estão recebendo um treinamento para operar na Sala de Alerta da Secretaria. 

"Estamos orientando a equipe da Defesa Civil sobre como monitorar as duas bacias - do Rio Paraíba e Mundaú-, além de um mapeamento nas áreas de risco. Aqui eles poderão identificar fatores que influenciam nas chuvas e fenômenos desta natureza, além de interpretar dados", informou. Segundo o soldado André Luiz, as informações que chegam dentro da sala de alerta serão repassadas à sede da Defesa Civil que, por sua vez, trabalhará em conjunto com os municípios no auxílio às vítimas. 

Embora o trabalho em conjunto de monitoramento otimize o desempenho para que a Defesa Civil tenha acesso às áreas de risco, o diretor de Gestão Ambiental da Secretaria, José Eugênio de Oliveira, afirma que é necessário que os municípios realizem, desde já, uma campanha junto aos cidadãos que residam em áreas de risco. 

"A Sala de Alerta vai ajudar para preservamos a vida, mas não podemos fazer nada quanto aos danos materiais", explica. "Quando acionado o alerta de chuvas fortes naquela região, a Defesa Civil já vai entrar em contato com as prefeituras. Mas é necessário que as pessoas que residam nestes espaços acreditem na Defesa Civil, colaborem e já deixem os locais", diz.

Por: Gazetaweb.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!