terça-feira, 19 de abril de 2011

Alagoas ganha novo instrumento para evitar tragédias

Estado terá 1ª central de monitoramento de enchentes interligada à ANA no Brasil

Monitoramento informa nível dos rios em tempo real

Nesta semana, Alagoas ganhará uma nova ferramenta na prevenção de desastres naturais. A Sala de Monitoramento Hidrológico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) será inaugurada nesta quarta-feira (20), às 10h, na sede do órgão ambiental. O modelo é pioneiro, pois será a primeira Sala de Situação interligada com a Agência Nacional de Águas (ANA) que oferecerá dados sobre chuvas e nível dos rios em tempo real.

A Sala de Situação é fruto do Acordo de Cooperação Técnica nº 10/2010, com a ANA, que já investiu mais de R$ 2 milhões em Alagoas para estruturação da rede de monitoramento hidrometeorológico. O valor é inicial e durante os próximos anos, a Semarh receberá novos equipamentos para aprimorar o sistema e obter dados ainda mais precisos que atuarão na prevenção de desastres naturais no Estado, seja com o mapeamento de áreas de risco ou com a definição dos limites de enchentes dos rios.

O sistema é pioneiro no Brasil, pois apesar de haver outros tipos de laboratórios que realizam a análise hidrometeorológica, a Sala de Situação de Alagoas será a primeira interligada com a Agência Nacional de Águas. A instituição federal, inclusive, afirmou que a rede alagoana montada em cooperação com a Semarh servirá de referência para os outros estados que ainda estão em fase de recebimento de equipamentos ou em construção dos locais que abrigarão a sala.

Como funciona 

Dentro da sede da Semarh, foi implantada uma sala devidamente equipada que tem condições de receber informações de diversos meios. A parte meteorológica é desenvolvida pela Diretoria de Meteorologia através da estação, instalada na própria sede da Secretaria, de recepção de imagens do satélite europeu Meteosat-9. Com essas informações, é possível fazer a previsão de chuvas (local, data e intensidade), ventos, temperatura e umidade em todo o Estado, com até cinco dias de antecedência.

No caso do nível dos rios, será possível estimar em quanto tempo o volume de água chegará até as cidades alagoanas, garantindo, assim, agilidade para emissão de alertas. Isso é possível devido à instalação de 4 PCDs em Pernambuco, nos municípios de Brejão, Canhotinho, Correntes e Palmeirinha. A instalação das estações no estado vizinho é necessária, pois também compreende parte das bacias hidrográficas dos rios Paraíba e Mundaú e influenciam diretamente no regime hidrológico da região de Alagoas. Outras cinco PCDs foram instaladas em Alagoas, nos municípios de União dos Palmares, São José da Laje, Quebrangulo, Viçosa e Atalaia. Uma décima estação está sendo instalada em Rio Largo.

Com as estações instaladas, o processo de monitoramento é simples, mas trabalhoso, pois uma equipe formada por Semarh e Defesa Civil Estadual fica de plantão dentro desta Sala de Situação. A equipe de meteorologia já faz o diagnóstico de chuva para as regiões e onde houver previsão de precipitação com grande volume, já recebe atenção maior por parte dos técnicos. As estações espalhadas pelas duas bacias enviam informações a cada hora para Brasília e as informações são automaticamente atualizadas no site da Agência Nacional de Águas. Esses dados podem ser conferidos por qualquer pessoa no site www.ana.gov.br.

Com esses dados apresentados nas telas da Sala de Situação, a equipe em Alagoas analisa os níveis dos rios e a precipitação da chuva em cada ponto onde foi instalada uma estação e conseguem fazer uma estimativa de quando o nível da água irá subir nos municípios seguintes. Como o monitoramento começa em Pernambuco, existe tempo hábil para soltar o alerta de enchente para a Defesa Civil Estadual (também para outros órgãos públicos e meios de comunicação), que iniciará o processo de evacuação dos moradores próximo às áreas inundáveis, além de outras execuções de atendimento em caso de desastres naturais.

Por: Agência Alagoas
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!