sexta-feira, 11 de março de 2011

Quaresma: tempo de penitência

Vivemos um tempo forte, um tempo de graça chamado quaresma. Neste tempo bendito somos, mas somos mesmo, chamados a viver a conversão. Cristo, por intermédio de sua Igreja, nos convida gentilmente à mudança de atitude, de comportamento e de mentalidade.

Devemos, por amor a Cristo e ao seu Reino, fazer a experiência da conversão em nossa vida. Para isto,o próprio Jesus nos dá meios, os chamados exercícios espirituais para a quaresma: a oração, vital em nossa vida; o jejum, oferece-nos a mortificação do corpo; e, por fim, a esmola, nos conduz ao desprendimento e à generosidade.

Todavia, somos convidados, ainda, neste tempo santo, a fazer penitênia. A penitência consiste em pequenos sacrifícios, renúncias, atitudes que nos fazem crescer diante de Deus e dos homens. Ações que nos elevam ao alto. Comportamentos que nos transformam e ao mesmo tempo nos unem a Cristo Jesus.

Fazer penitência significa moldar a vida por meio das palavras de Jesus, de seus gestos e iniciativas. Fazer penitência indica um esforço incrível para corrigir-se dos muitos e mais variados erros, dos mais diversos pecados que travam nossa vida.

Fazemos penitência para o nosso próprio crescimento espiritual que contribui, e muito, para a comunhão com o outro. Pois todos os dias necessitamos deixar para traz as inumeráveis formas de ressentimento, os rancores e as discórdias, ou seja, o mal.

Fazendo penitência, notamos que aquele que segue ou se propõe a seguir as pegadas do Filho de Deus não deve alimentar ou cultivar o pecado em sua vida. Deve sim extirpar o egoísmo crescente, a vaidade excessiva, a ganância miserável. Aquele que trilha seus passos nos passos d'Ele exterminará os muitos vícios que se instalaram sobre a sua vida.

Deste modo, observamos que a quaresma não é tempo de faz de conta, ilusão ou brincadeira. É oportunidade de conversão, de penitência. Pois nos penitenciamos para sobretudo crescermos em Deus, no penitenciamos para domarmos as nossas más inclinações e caminharmos livremente com o Redentor.

Portanto, ao fazer penitência, devemos recordar que nos unimos ao Cristo Jesus que por nós fez uma única penitência: morrer para a nossa salvação. Penitenciando-nos demonstramos que queremos, com seriedade, seguir de fato ao Senhor. Traçar com Ele uma experiência nova, de vida nova, de vida eterna.

Por: Padre Valmir Galdino

Envie também seu texto para " mundaunoticias@hotmail.com " para ser postado aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. santanense distante...segunda-feira, 14 março, 2011

    Que Nosso Senhor Jesus Cristo nos ajude na nossa conversão especialmente nets período de quaresma.

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!