terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Meteorologia prevê inverno rigoroso para 2011 em Alagoas

"Gestores e a população dos municípios do Litoral, Zona da Mata e Agreste devem redobrar a atenção e adotar medidas preventivas" diz meteorologista.

A quadra chuvosa de Alagoas, que compreende os meses de abril a julho, promete superar a média histórica graças ao fenônmeno La Niña, alertou o meteorologista da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Emanuel Teixeira, nesta terça-feira (22). “As condições da temperatura da superfície do mar (TSM) estão favoráveis à produção de chuvas fortes para o Nordeste”, explicou o especialista. Segundo ele, o La Niña provoca resfriamento da temperatura da superfície do Oceano Pacífico Equatorial, que já se mostra bem ativo e pode causar chuvas mais intensas que as que caíram em 2010 na região Nordeste.

O meteorologista informa que no ano passado, as chuvas que destruíram 19 municípios alagoanos aconteceram por causa do fenômeno El Niño, que perdeu força e fez com que as nuvens viessem do oceano e provocassem forte temporal. 

Junho é o mais crítico entre os quatro meses chuvosos do ano. “Tivemos no ano passado uma semana com bastante sol, mas quando as nuvens se formaram no oceano, os ventos as trouxeram para o continente e provocaram nuvens pesadas e as fortes chuvas, que causaram as inundações”, lembrou.

Teixeira adverte aos poderes públicos municipais e estadual, no sentido de fazer a manutenção das galerias de águas pluviais, além de outras providências que podem minimizar eventuais perdas materiais e humanas, caso o volume de chuvas seja tão forte quanto o do ano passado.

O meteorologista afirma que estão sob o risco de enxurradas a parte leste do Nordeste – que abrange da Bahia à Paraíba. Ele alerta que em Alagoas, os gestores e a população dos municípios do Litoral, Zona da Mata e Agreste devem redobrar a atenção e adotar medidas preventivas, uma vez que são as regiões mais vulneráveis a fortes chuvas.

Com relação à possibilidade de raios e trovoadas, Teixeira diz que tais fenômenos normalmente ocorrem em períodos de calor, sendo menos frequentes no inverno. “No inverno não é comum a ocorrência de tempestades elétricas, ao menos que surja uma frente fria da Bahia, que encontre em Alagoas o tempo quente”, pondera.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!