terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Governador visita obras da reconstrução em Santana do Mundaú

Thomaz orientou ainda que a Secretaria Municipal de Educação elaborasse um relatório sobre as necessidades dos estudantes para que as demandas fossem atendidas pelo governo do Estado.


Com o objetivo de fiscalizar o andamento das ações do Programa da Reconstrução, o governador em exercício, José Thomaz Nonô, visitou, nesta segunda-feira (31), o município de Santana do Mundaú, um dos atingindos pela enchente de junho do ano passado.

O governador visitou os principais pontos do município, entre eles o terreno onde serão construídas 1.261 unidades habitacionais a serem distribuídas para as famílias afetadas. "Estamos aqui para ver de perto o que nenhum relatório é capaz de dizer. Aqui nós temos a real dimensão das coisas de modo que podemos apontar os responsáveis e cobrar soluções imediatas", afirmou Nonô. De acordo com o secretário de Estado da infraestrutura, Marco Fireman, a obra está em fase de terraplanagem e deve ser concluída em onze meses.

José Thomaz Nonô também visitou o local improvisado onde estão os alunos da Escola Pequeno Príncipe e Escola Denilma Bulhões. "As aulas estão funcionando normalmente, mas temos pressa em oferecer melhores condições aos alunos", observou o governador. Ele orientou ainda que a Secretaria Municipal de Educação elaborasse um relatório sobre as necessidades dos estudantes para que as demandas fossem atendidas pelo governo do Estado.

De acordo com o gerente regional do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Iran Menezes, em Santana do Mundaú existem, no total, 24 ações para a reconstrução do município. São quatro pontes, 105 km de rodovias, recuperação de cabeçeiras de bueiros e de vários trechos de asfalto, além das casas, do hospital e de uma escola.

Por: Agência Alagoas
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

  1. Se o Governador conseguir fazer a metade do que ele e sua equipe está prometendo, terá feito muita coisa em nossa cidade.

    Vamos esperar e torcer que o Governador seja justo com suas promessas.

    ResponderExcluir
  2. olha meu amigo não foi bém assim que o Jose Thomas Nono falou, a primeira coisa que ele afirmou la no terreno foi que sendo ele não teria comprado lá teria comprado mais na frente porque ali fica distante de água de tudo, também encima de morro. meu amigo redija isso mais correto, o povo precisa sabe aonde vai mora, dou nota 10 para Nonô quando afirma que o terreno não adequado.

    ResponderExcluir
  3. É PRECISO QUE AS AÇÕES DO GOVERNO DO ESTADO SEJAM RÁPIDAS E CONCRETAS, POIS É LAMENTÁVEL A SITUAÇÃO EM QUE OS ALUNOS SE ENCONTRAM NA ESCOLA IMPROVISADA. COMO CIDADÃOS TEMOS DIREITO A UMA EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE, PRINCIPALMENTE AO QUE DIZ RESPEITO AS ESTRUTURAS DOS PRÉDIOS ESCOLARES.

    ResponderExcluir
  4. Eu não entendo o que estão dizendo com a frase "Thomaz Nono Falou isso ou aqui" é muita ingenuidade acreditar que o Governador em exercício Tomaz Nonô não tem nada a ver com a história, pois é responsabilidade do Governo o bem estar da população, então, ele não tem que achar ou deixar de achar, deve usar o conhecimento que existe, os equipamentos disponíveis para orientar e determinar o melhor local para construir as casas, se foi determinado a Jussara, tem o apoio do Governo e não adianta agora vim dizer que era melhor em outro lugar. O Governo do Estado tem tanta responsabilidade quanto o Prefeito de Mundaú.

    Vamos deixar de ingenuidade, e ver por trás das lindas palavras, tão doce que ludibria a todos.

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!