terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Universidade Federal de Alagoas comemora seus 50 anos



A Universidade Federal de Alagoas (UFAL) chega ao cinquentenário nesta terça-feira (25). A data rememora também uma produtiva parceria institucional com o governo do Estado, segundo a reitora Ana Dayse Dórea, que está à frente da Ufal há oito anos. “Nosso grande legado neste cinquentenário é a expansão da universidade em todos as regiões do Estado. Paralelamente a isso, nossa instituição solidificou vários convênios, que têm como objetivo o desenvolvimento de Alagoas. Nesse aspecto, o governo do Estado vem se constituindo em um grande parceiro”, avalia a reitora.
Entre as diversas ações promovidas em conjunto entre a Ufal e o governo do Estado ao longo desses 50 anos, Ana Dayse enumera parcerias essenciais à população, em áreas como Saúde, Ciência e Tecnologia, Educação e Cultura, entre outras. “Entre esses convênios que a Ufal mantém com o Estado, podemos destacar a parceria firmada em dezembro do ano passado, com a Sesau, que foi a reforma da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário (HU), que ganhou reforma e ampliação no número de leitos, passando de seis para dez”, lembra a reitora.
Na área da Educação, a reitora destaca o convênio que financia 1/3 das inscrições aos alunos egressos da escola estadual, com o objetivo de facilitar a participação no vestibular. “Além disso, mantemos uma parceria com a capacitação de professores da rede estadual em cursos à distância, sem falar em projetos com a Secretaria da Assistência Social”, disse a reitora.
Um dos pontos altos da comemoração do cinquentenário da Ufal será o lançamento, em setembro, na Bienal do Livro, da obra que versa sobre os 50 anos da instituição, escrito pela jornalista Simone Cavalcante e pelo doutor em Educação Élcio Verçosa. “Em verdade, ainda estamos costurando um título para o livro, que deverá ter no máximo 200 páginas”, afirma a jornalista. “Um dos primeiros passos para a finalização da obra foi publicar referências e fotos históricas no Caderno “Saber”, da Gazeta de Alagoas, para marcar terreno sobre esses ricos 50 anos da Ufal”, completa o professor Élcio Verçosa.


Campus A.C Simões da UFAL em Maceió [Foto: Alagoas 24 Horas]

A instituição
Em 25 de janeiro de 1961, na biblioteca do Palácio da Alvorada, em Brasília, um acontecimento daria uma nova configuração à realidade cultural de Alagoas. Nesta sessão ocorrida no final do governo de Juscelino Kubitschek, foi sancionada a lei de criação da primeira Universidade de Alagoas, a Ufal.
Naquele dia, além do presidente da República, estiveram presentes, na solenidade, o médico Aristóteles Calazans Simões, então diretor da Faculdade de Medicina de Alagoas, o assessor do MEC Edgar Magalhães e o deputado federal alagoano José de Medeiros Neto.
Hoje a Ufal tem 86 cursos, 21 mil alunos matriculados, 1.300 professores e 1.500 técnicos administrativos. Nesses 50 anos, 38.704 pessoas se formaram pela UFAL.


Comemoração


A programação começou às 10h, com uma missa em Ação de Graças. Em seguida, houve o lançamento do selo comemorativo do Cinquentenário e a divulgação do Edital para a composição do Hino da Ufal. Estas atividades estão sendo realizadas no auditório do Laboratório de Computação Científica e Visualização (LCCV), no Campus A. C. Simões. No dia 30, haverá uma grande festa para o público em geral, na praça Multieventos, na Pajuçara, com show de fogos e a apresentação da Orquestra de Câmara da Ufal e do Corufal, a partir das 18h.


Santanenses na UFAL
Vários alunos da nossa cidade, Santana do Mundaú, já passaram pela UFAL. Atualmente estudam os alunos Ádson de Lima (Pedagogia), Edilene Barbosa (Teatro), Maciel Barbosa (Serviço Social), Kalisangela do Nascimento (Geografia), Maciel Dantas (Biblioteconomia), Edivania Maria (Serviço Social), entre outros.


Por: Thiago Aquino / Mundaú Notícias, com informações do Agência Alagoas, site da UFAL e colaboração do estudante Ádson de Lima.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. THIAGO ALVINO (repórter)terça-feira, 25 janeiro, 2011

    PARABÉNS A UFAL!
    PARABÉNS A TODOS OS UNIVERSITÁRIOS; DE FORMA ESPECIAL OS QUE SÃO DE SANTANA DO MUNDAÚ.

    ResponderExcluir
  2. PARABÉNS A ESTA INSTITUIÇÃO QUE DEIXA MARCAS PROFUNDAS NO DESENVOLVIMENTO DA SOCIEDADE ALAGOANA!
    UFAL, A SABEDORIA E O CONHECIMENTO TE CIRCUNDAM COM AMOR, EM TUAS BELAS CHAMAS HÁ DE PAIRAR A JUSTIÇA COM FERVOR!

    ResponderExcluir
  3. A Universidade Federal de Alagoas (UFAL), possui grande importância para a Sociedade Alagoana, formando cidadãos que irão atuar nas mais diversas áreas, gerando desenvolvimento e progresso ao nosso Estado.

    Grandes responsabilidades possuem aqueles formados pela UFAL na redução e extinção das taxas (mortalidade, criminalidade, analfabetismo, desigualdade, etc) que envergonham todos os Alagoanos.

    Parabéns UFAL por tudo que representa para o nosso Estado.

    Fico muito feliz quanto escuto a notícia que uma pessoa de Santana do Mundaú foi selecionada para a UFAL, quando estudava lá gostaria de ver muitas e muitas pessoas de Mundaú.

    ResponderExcluir
  4. o julgamento de Loia está na pauta do pleno do tribunal de justiça para ser julgado no dia 03-02, proxima quinta. http://www3.tjal.jus.br - processo 2 grau, nome da parte eloi da silva, 3º processo agravo de instrumento. Marcelo Sousa fora!!!

    ResponderExcluir
  5. Por favor vamos ter respeito com as reportagens, não tem nada a ver Processo de Loia com o Aniversário da UFAL.

    Se este anônimo quer aparecer mande anuciar isto em um carro de som.

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!