segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Produtores de Santana do Mundaú aprendem a desidratar frutas

As frutas desidratadas têm um alto valor no mercado, chegando a custar 10 vezes mais do que o valor da fruta in natura

Nos dias atuais a praticidade e a boa alimentação devem andar juntas. A fruta desidratada é uma boa saída para aqueles que buscam uma alimentação mais saudável e não tem tempo a perder. Além de ser fácil de carregar e consumir, a fruta desidratada é uma ótima fonte de vitamina e de minerais. 
 
Na quarta (10) e na quinta-feira (11), o empresário Leonardo Ciappetta, estará em Alagoas, para capacitar 20 produtoras de Laranja da Associação dos Produtores Agroecologicos do Vale do Mundaú (Ecoduvale) e da Cooperativa dos Produtores de Laranja Lima de Santana do Mundaú (Cooplal), na produção de frutas desidratadas.

Com o curso, os produtores terão a oportunidade de agregar valor aos produtos e ter mais acesso ao mercado. Um quilo da laranja in natura, por exemplo, custa cerca de R$ 2; já na comercialização da fruta desidratada, este valor pode ser 10 vezes maior, chegando até R$ 20 o quilo.

“O maior objetivo é inserir esses produtores em um mercado que está em expansão. Hoje em dia as pessoas se preocupam muito com a sua alimentação e trocam muitos produtos por frutas. Por isso, é importante aliar a qualidade de uma fruta à praticidade de ter essa fruta desidratada, fácil de carregar e de consumir em qualquer lugar”, diz a gerente da Carteira de Agronegócios do Sebrae Alagoas, Fátima Santos.

Segundo o empresário Leonardo Ciappetta, durante o curso os produtores irão conhecer qual o mercado disponível para essa produção, quais as frutas que podem ser desidratadas e como realizar o processo de desidratação. “Abacaxi, banana, laranja, manga, morango, maçã e verduras como cebola, cenoura, salsinha, cebolinha, tomate para conserva e outros produtos podem ser desidratados sem perder seu teor nutricional. É sem dúvida a possibilidade de comercializar produtos de forma diferenciada”, disse Ciappetta.

No processo de desidratação, retira-se a água por meio de calor produzido artificialmente. As condições de temperatura, corrente de ar e umidade são acompanhadas com rigor para melhor qualidade do produto final.

“Sem dúvida agrega muito valor a fruta e o mercado está em expansão, por isso iremos capacitar esses produtores para que eles possam ingressar nesse mercado, oferecendo um produto de qualidade e diferenciado”, disse ela.

O curso será realizado na sede da Cooplal, a partir das 8h, em Santana do Mundaú.

Serviço:
Sebrae em Alagoas – (82) 4009-1644
Central de Relacionamento Sebrae – 0800 570 0800

Por: SEBRAE Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!