segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Desabrigados das enchentes bloqueiam rodovia BR-104

O protesto é contra a construção de casas próximo às margens do rio Mundaú

Desabrigados de Murici protestam bloqueando rodovia


Um grupo de desabrigados das enchentes que atingiram várias cidades alagoanas, em junho deste ano, realizam um protesto, na manhã desta segunda-feira, na cidade de Murici. Eles atearam fogo em galhos de árvore e bloquearam a rodovia BR-104 no trecho do Km 57.
 
O trecho foi interditado por volta das 8h30 e eles exigiam a presença do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) para deixarem o local.

Segundo os manifestantes, o protesto é contra a construção de casas próximo às margens do rio Mundaú que passa pela cidade. Os moradores afirmam que voltar para o local é correr o risco de perder tudo em uma nova enchente.
Atearam fogo em galhos de árvores e quebraram placas

"Não vamos arriscar nossas vidas novamente. Queremos casas em partes mais altas, onde estaremos seguros", disse uma das manifestantes.

Uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estiveram no local para contornar o problema e os manifestantes decidiram desbloquear a rodovia, mas com a promessa de novo bloqueio se não forem ouvidos por autoridades municipais e estaduais.

A decisão de desbloquear o tráfego foi tomada depois que os desabrigados  conseguiram agendar para esta terça-feira (16) uma reunião com representantes do governo do Estado para cobrar celeridade na entrega das novas casas.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!