sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Associação de Delegados da PF emite nota de esclarecimento

O Juiz Marcelo Tadeu afirmou à imprensa que houve falha na operação devido ao vazamento de informações.

A Associação dos Delegados de Polícia Federal, Regional Alagoas, divulgou nesta quinta-feira, 23, uma nota de esclarecimento em favor do delegado de Polícia Federal, Polybio Brandão, designado para cumprir mandados de prisão no município de Santana do Mundaú. Os mandados foram expedidos na sexta-feira, dia 17, no entanto, a PF só teria saído para cumpri-los na segunda-feira, 20.

Na última terça-feira, 21, o superintendente da PF em Alagoas, Amaro Vieira Ferreira, confirmou que a PF não conseguiu localizar nenhum dos procurados: três secretários e um empresário supostamente envolvidos em um esquema de compra de votos na cidade de Santana do Mundaú. Os acusados teriam conseguido fugir após suposto vazamento de informações.

Na ocasião Amaro Vieira explicou que os mandados não traziam os endereços dos suspeitos, o que atrasou a realização do seu cumprimento. “Não há como negar os fatos. O vazamento houve, mas não há indícios de que ele tenha ocorrido dentro da Polícia Federal. Não há suspeitas de ter ocorrido na PF. Não há este indicativo. Vamos procurar saber de onde vazou e vou me empenhar pessoalmente na prisão dos foragidos”, afirmou à época.

O juiz que expediu os mandados, Marcelo Tadeu, teria dito em entrevista à imprensa que houve falha na operação devido ao vazamento de informações e demora no cumprimento dos mandados.

Em resposta as notícias que vêm sendo veiculadas nos meios de comunicação, a Associação afirma:
“Na última 6ª feira, dia 17/09/2010, o delegado de Polícia Federal Polybio Brandão foi acionado para tomar ciência e receber para cumprimento 04 mandados de prisão em Santana do Mundaú. Gize-se que na referida data o delegado cumpria diligências desde cedo em outra cidade no interior do estado. mostrando engajamento e comprometimento com seu mister deslocou-se até o município de União dos Palmares, recebendo efetivamente os mandados por volta das 23:00 horas. cabe destacar que o delegado de polícia federal Polybio Brandão e sua equipe, diante da escassez e insuficiência de efetivo de policiais federais lotados no estado, são responsáveis por inúmeras outras diligências de cunho eleitoral realizadas no estado;
Quando do recebimento dos mandados de prisão (23:00 horas do dia 17/09/2010), foi constatado que em 03 das 04 ordens não constavam os endereços das pessoas a serem presas, além de não constar os números de RG e CPF dos alvos, circunstância que demandou a realização de diligências policiais para sua individualização, obtenção e confirmação dos seus endereços;
Conforme manda a boa técnica policial, quando do cumprimento de mandados de prisão deve ser priorizada a segurança dos presos, da equipe policial e de terceiros. Laborando para evitar confrontos, garantindo a saúde e a integridade física dos presos. Nesse diapasão o planejamento operacional das diligencias é fundamental, e só pode ser realizado após a obtenção de dados a respeito do local e forma de cumprimento destes.
Para o fiel cumprimento dos mandados de prisão, ainda na 2ª feira policiais federais estavam realizando levantamentos na região, possibilitando seu cumprimento já no dia seguinte.
A divulgação, pelos veículos de imprensa, da expedição dos mandados, além de frustrar seu cumprimento, poderia ter comprometido a segurança física de todos os envolvidos.
Reconhecemos o papel da imprensa em divulgar os fatos. A liberdade de imprensa é fundamental em um regime republicano e democrático. Cabe aos jornalistas agir com isenção e justiça, no cumprimento desse direito, respeitando não apenas as instituições democráticas e republicanas, mas, principalmente, os profissionais que nelas atuam, dispostos a dar a vida no cumprimento do dever.
Ante o exposto, fica evidente que não há retoques, nem observações do ponto de vista do procedimento policial adotado pela equipe policial chefiada pelo DPF Polybio e que a Polícia Federal permanece e sempre permanecerá combativa, cumprindo seu papel constitucional de polícia republicana”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!