quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Área da Fazenda Jussara em Santana do Mundaú já é de utilidade pública

No local, serão construídas as 1.261 casas para as famílias desabrigadas da enchente
 
Luiz Otávio, coordenador do Programa da Reconstrução
De acordo com o Decreto Estadual nº. 7.970, de 17 de setembro de 2010, já publicado no Diário Oficial do Estado, foram declarados de utilidade pública os 100 hectares da área de propriedade da empresa São José Empreendimentos LTDA - Fazenda Jussara - localizada em Santana do Mundaú, para a construção das 1.261 casas que serão entregues as famílias que foram desabrigadas pela enchente de junho.

Como informa a assessora jurídica do Programa da Reconstrução do governo de Alagoas, Paula Spier, assim como a ação de desapropriação, será ajuizada, na próxima semana, na Comarca de União dos Palmares para a imissão de posse da área ao Estado de Alagoas. “A nossa expectativa é de que num prazo de uma semana o juiz possa autorizar o mandado de imissão de posse”, afirmou.

Equipes do Programa da Reconstrução já estão em Santana do Mundaú finalizando a instalação de 30 barracas para as famílias que estão em escolas. O acampamento terá banheiros, cozinha, lavanderia, água e energia.

Técnicos da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra) e do Departamento de Estradas e de Rodagem (DER) já iniciaram o trabalho de preparação de 30 hectares da Fazenda Jussara, nivelando o terreno para compactação da área onde serão instaladas 400 barracas no acampamento provisório, enquanto são construídas as novas residências para as famílias.

De acordo com o secretário de Estado dos Recursos Hídricos, Alex Gama, responsável pelos acampamentos provisórios, a previsão para a instalação das 400 barracas na fazenda é de 15 dias. “A montagem completa do acampamento vai depender da situação climática na região”, explicou.

As equipes da Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Serveal já concluíram o levantamento topográfico da área para elaboração dos projetos arquitetônicos, e até o dia 15 de outubro, o Comitê Gestor de Análise do Programa da Reconstrução estará apreciando o processo de contratação das 1.261 residências para Santana do Mundaú.

Entre os dias 20 e 30 de outubro, como informa o coordenador do Programa da Reconstrução, Luiz Otávio Gomes, o governo de Alagoas em parceria com a Caixa Econômica inicia a construção das novas casas em Santana do Mundaú.
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Se faz necessário a discussão da construção das novas moradias com os vitimados da enchente, não é só a casa em si, mas a valorização da cidadania.

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!