domingo, 26 de setembro de 2010

Agentes da Asfixia, Deic e Tigre cumprem mandados de busca e apreensão

Operação é relacionada a crime eleitoral em Santana do Mundaú e União dos Palmares.
Agentes do Núcleo de Inteligência (N.I), do Tático Integrado Grupo de Resgates Especiais (Tigre)da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), cumprem desde as primeiras horas deste domingo (26), mandados de busca e apreensão em Santana do Mundaú e União dos Palmares. Mias de 100 homens da Polícia Civil estão envolvidos na operação e recebem suporte da Polícia Federal.Prisões foram efetuadas nas duas cidades.

Os mandados foram expedidos pelos juízes da 17ª Vara Criminal da Capital e a operação é relacionada a denúncias de crime eleitoras nas duas cidades. Em Santana do Mundaú, a polícia faz varredura na casa onde mora atualmente o prefeito Eloi da Silva, na Rua Dr. Muniz Falcão, na casa do ex-prefeito e cerealista Antônio Lourenço, bem como do genro dele, identificado como Ricardo, e na casa de funcionários no início da cidade.O cadeado da prefeitura foi quebrado e pastas, CPU's e outros materiais recolhidos.

Todo o processo está sendo acompanhado pelo promotor Tácito Yuri, da Comarca de União dos Palmares. A informação é de que 18 veículos estão com as malas abarrotadas com material apreendido, entre documentos e objetos que seriam utilizados para a troca de votos.

Das prisões efetuadas, estariam o secretário de Educação de Santana do Mundaú, Antônio Duarte, Tamús Lourenço, filho do ex-prefeito Antônio Lourenço, e mais dois funcionários da prefeitura de Santana do Mundaú. Porém, oficialmente, a polícia só confirmou uma, a de Tamús Lourenço. 

Os agentes também teriam ido a zona rural, mais precisamente ao Sítio Barro Branco, na tentativa de prender o secretário de Transportes José Marciel, sobrinho do prefeito, que se encontra na condição de foragido. Ele, Antônio Duarte e o secretário de Administração, José Elson, filho do prefeito, escaparam da última operação, feita na semana passada. 

Para evitar o vazamento de informações, os policiais civis só tiveram informação sobre o destino da operação na hora de concentração na sede da direção geral, em Jacarecica. 

Promotoria

De acordo com o promotor Tácito Yuri, "as buscas foram feitas baseadas em denúncias ao Ministério Público".

Ele disse ainda que na casa do prefeito Eloi da Silva foram encontrados muitos donativos, entre eles colchões, lençois e roupas que deveriam ter sido distribuídos com as vítimas das enchentes.

"Temos de cumprir com o nosso dever, e nossa obrigação. Eles atuam por meio da chantagem política e o povo fica à mercê"-, enfatiza o promotor.

Ação

A primeira ação policial ocorreu na prefeitura de Santana do Mundaú. De lá foram retiradas aproximadamente 10 caixas com documentos e computadores. Em seguida foi a vez da Secretaria Muncipal de Assistência Social.

A casa do prefeito Eloi da Silva foi a terceira visitada pelos agentes da Polícia Civil. Na casa de José Elson, filho do prefeito, foi encontrada uma motocicleta sem placa. A mesma também foi recolhida. Já Tamús, filho do ex-prefeito Antônio Lourenço, foi encontrado com cerca de 10 munições de PT-380 e preso.

"Ele disse que não sabia como os projéteis estavam na casa dele e disse deduzir que foi a enchente que arrastou para lá"- disse o promotor Tácito.

A polícia também foi à casa do contador da prefeitura e de lá retirou dois computadores. Estes, bem como os retirados da prefeitura serão periciados. A direção da Polícia Civil acompanhou a operação de perto. Toda a ação foi comandada pelo coordenador da Asfixia, Daniel Pinto.

Antes de retornar à Maceió, os policiais foram ao Fórum de União dos Palmares para catalogação do material apreendido. Segundo o promotor Tácito Yuri, tudo foi lacrado e deixado no Fórum.

"Tem muito material recolhido. Tudo vai ficar no cartório eleitoral e a promotora eleitoral Carmem Sílvia está vindo à União para coordenar os trabalhos necessários com resultado da operação"- conclui o promotor.

Para o coordenador da Asfixia, Daniel Pinto, o trabalho foi concluído com cem por cento de êxito.
"Graças a Deus o que foi planejado deu certo. Todos os mandados foram cumpridos, a operação foi totalmente positiva"- afirma Pinto.


VEJA AS FOTOS ABAIXO 

Polícia invade prefeitura para confiscar documentos
Coordenador da Asfixia, Daniel Pinto, no gabinete do prefeito.
Filho do ex-prefeito, Tamus Lourenço, preso pela Asfixia
Caixas com contas da prefeitura foram apreendias
Moto sem placa estava na casa do filho do prefeito e secretário, José Elson
Computadores foram confiscados
Policiais acomodando material apreendido em Santana do Mundaú


FONTE: GazetaWeb
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. EU ACHO É POUCO TUDO ISSO QUE ESTA ACONTECENDO NA CIDADE DE SANTANA DO MUNDAU AFINAL FORAM VCS SANTANENSES QUEM ESCOLHEU ELOI COMO PREFEITO . ISSO É PARA O POVO APRENDER A ESCOLHER MELHOR SEUS REPRESENTANTES. SOU SANTANENSE E TENHO VERGONHA DE TUDO QUE ESTA ACONTECENDO NA NOSSA CIDADE SIMPLESMENTE É INACEITAVEL.. A POLICIA ESTA DE PARABENS É ISSO AI..........

    ResponderExcluir

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!
Após escrever seu comentário, na opção "Comentar como:" escolha a opção NOME/URL para facilitar. Preencha só o campo NOME, escrevendo seu nome. Agradecemos o comentário!