domingo, 1 de outubro de 2017

Cordelista de Santana do Mundaú lança livro em Bienal Internacional do Livro

"Um Cordel Atrás do Outro" foi lançado no Centro de Convenções, em Maceió

Evento foi promovido durante Bienal Internacional do Livro de Alagoas

O livro Um Cordel Atrás do Outro, do cordelista mundauense Cícero Manoel, foi uma das três obras lançadas, na noite deste domingo (1º), pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos, durante a 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas.  O evento foi realizado no Centro de Convenções, em Maceió, e contou com a presença do secretário de Estado da Comunicação, Enio Lins.

Durante a apresentação do livro, Cícero Manoel destacou a sua trajetória até a oportunidade de publicar uma segunda obra. “Estou aqui representando minha cidade Santana do Mundaú, lugar onde até meus 16 anos trabalhei na roça com meus pais, sonhando em um dia ingressar na universidade. Hoje, estou aqui realizando mais um sonho: a publicação deste livro que conta o que sou”, disse o cordelista e estudante de Letras pela Universidade  Estadual de Alagoas (Uneal).
Cícero Manoel esteve ao lado de mais dois autores
Ao Mundaú Notícias, ele também falou que o momento é de reconhecimento não só de seu trabalho, mas da própria literatura de cordel: “Estou muito feliz e é um momento que nunca vou esquecer. Nunca imaginei que poderia chegar onde estou chegando e vejo este livro como um reconhecimento da literatura alagoana”.

Antes de autografar alguns exemplares, o cordelista e mais dois autores, que tiveram também suas obras publicadas, foram parabenizados pelo secretário de Estado da Comunicação, Enio Lins, e pelo diretor-presidente da Imprensa Oficial Graciliano Ramos, Dagoberto Omena.

Diretor da Imprensa Oficial Graciliano Ramos e secretário de Estado da
Comunicação participaram do lançamento
Para o diretor de Cultura de Santana do Mundaú, Jeferson Lima,  que participou do lançamento, o município se torna referência em literatura de cordel. “A população tem um orgulho muito grande de uma pessoa como o Cícero, que saiu da roça e que está representando não só Santana do Mundaú, mas também toda cultura alagoana e nordestina, já que é através dele que o cordel está sendo expandindo nas universidades”, afirmou. “Ele representa bem a terra da laranja lima e, agora, terra do cordel”.

Um Cordel Atrás do Outro traz histórias divertidas do interior, romances, causos, que são inspirados pelo autor através da sua convivência com a realidade nordestina. As narrativas são apresentadas ao leitor em um tom humorístico, carregando uma linguagem regional.

Por: Thiago Aquino / Mundaú Notícias Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

MedioTec inovando a Educação Escolar

Estudantes de Santana do Mundaú participam de curso de Fruticultura

Alunos da Escola Manoel de Matos inseridos no curso do MedioTec

Gostaria de traçar neste texto aspectos do MedioTec, segundo a visão dos alunos participantes desse Curso. O novo programa do Governo Federal oferece cursos técnicos aos estudantes do ensino médio. Quando perguntado sobre a importância do Mediotec para suas vidas, as respostas foram variadas, mas possível de entendermos o quanto já significa para eles e a comunidade o primeiro Curso Técnico ofertado pela Escola Estadual Manoel de Matos, em Santana do Mundaú.
Nesse sentido, a questão da profissionalização para os alunos filhos de agricultores foi tratada como uma preparação para o ingresso no mercado do trabalho, garantindo um futuro melhor com oportunidade de certifica-se, compreendendo o quanto a agricultura pode melhorar com esses conhecimentos advindos da escola para o campo numa perspectiva de valorização da cultura agrária trazendo benefícios para os agricultores, suas famílias e melhoria da produção de mudas e frutas dos seus pomares.

Viver essa experiência no contexto escolar, ver 40 estudantes, filhos(as) de agricultores envolvidos em um curso técnico em Fruticultura é compreender que Santana do Mundaú, o maior produtor de laranja lima do Brasil, tem necessidade de preparar seus jovens para creditar e acreditar na terra como fonte de alimento e sustentação da vida.

Desta maneira, cuidar da terra, investir no conhecimento sobre agricultura e melhoria da produção é garantir a sustentabilidade do campo e da própria vida humana.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Como saber se tenho depressão?

Depressão não é tristeza, não é falta de fé, é doença
Na atualidade, essa é uma das perguntas que mais tem sido feita aos profissionais da área da saúde, principalmente médicos, psicólogos e psiquiatras.

Este meu primeiro artigo tem a finalidade de esclarecer algumas dúvidas relacionadas ao tema. Primeiro, falaremos dos sintomas, porque muitas vezes as reações normais de uma tristeza são confundidas com a depressão.

Os sintomas variam entre irritabilidade excessiva, ansiedade prolongada e angústia aguda, desânimo intenso e necessidade de grandes esforços para realizar atividades que antes eram consideradas prazerosas, sentimento de desespero, desamparo, insegurança, culpa desnecessária, baixo autoestima, pensamentos de fracasso e morte, dificuldade para concentração e raciocínio, desinteresse sexual, perda ou aumento de apetite, insônia, aumento de sono, indisposição, dores físicas sem justificativas médicas,  ânsia, enxaqueca, tensão nos músculos, pressão no peito, sensação de peso no corpo, etc.

A partir de cinco sintomas apresentadas é bem provável que a pessoa precisa da ajuda de um profissional, pois é necessário um psicodiagnóstico completo.

O tratamento inicial é feito através de terapia. Um psicólogo capacitado utilizará um conjunto de técnicas nas sessões que ajudará o paciente a identificar os fatores que levaram ao agravamento da doença e como contornar essas situações.
Por outro lado, a pessoa pode ter uma depressão grave, com risco de suicídio, que a debilita muito e a psicoterapia, por si só, pode não ser suficiente para ajudá-la naquele momento. É quando o uso temporário de algum medicamento antidepressivo, sob supervisão psiquiátrica, se faz necessário.

Depressão não é tristeza, não é falta de fé. Depressão é uma doença e, como toda doença, precisa de tratamento. Na dúvida, não esqueça: procure ou indique um profissional que possa oferecer ajuda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...